Candidíase é a infecção da pele, da mucosa ou de algum órgão causada pelos fungos do gênero Candida sp. Esses fungos fazem parte da microbiota normal dos seres humanos, e podem ser encontrados na boca, na cavidade orofaríngea, nas dobras da pele, no intestino e nos órgãos genitais. Geralmente estão em harmonia com o organismo, e não causam doença.

A principal espécie de Candida sp. causadora de doença no homem é a Candida albicans, e a maioria das infecções tem origem nos fungos do próprio organismo, quando deixam de estar em equilíbrio com o seu hospedeiro.

A candidíase pode surgir no indivíduo saudável ou naqueles indivíduos com deficiência imunológica.
Candidíase cutânea e mucocutânea

A manifestação clínica da candidíase cutânea depende da localização que ela se desenvolve. Nas áreas de dobras da pele, apresenta-se como placas avermelhadas grandes e algumas pequenas placas, também avermelhadas, porém menores, ao redor da área principal (lesões satélites).

Outras formas comuns de candidíase cutânea e mucocutânea são:

  • candidíase da área das fraldas;
  • candidíase oral;
  • candidíase nas unhas e/ou ao redor (onicomicose e/ou paroníquia);
  • candidíase vaginal.

O tratamento das diversas formas de candidíase é feito com medicação antifúngica, tópica ou via oral, dependendo da extensão e gravidade de cada caso. Os fatores predisponentes para a infecção fúngica devem ser detectados e eliminados, para evitar novos episódios de candidíase ao término do tratamento medicamentoso.


Voltar