A dermatite seborreica ou eczema seborreico é um tipo de “alergia” ou “inflamação” comum da pele, que afeta crianças e adultos, homens e mulheres. O quadro é geralmente leve e crônico, e limitado a regiões da pele com alta produção de sebo pelas glândulas sebáceas.

A causa da dermatite seborreica não está bem esclarecida, mas sabe-se que existe relação com a produção aumentada de sebo e com a presença de um fungo conhecido como Malassezia furfur, ou Pityrosporum ovale.

As lesões são caracterizadas por manchas ou placas avermelhadas, com descamação, e localizadas principalmente no couro cabeludo, orelhas, face e parte central do tronco.

No couro cabeludo, quando muito leve, apresenta apenas a manifestação conhecida como caspa.


As formas da criança e do adulto são diferentes, sendo a forma infantil de curta duração, ocorrendo geralmente nos três primeiros meses de vida, com cura após esse período. Já a forma do adulto tende a ser crônica, com períodos de melhora e piora ao longo da vida.

Dermatite seborreica infantil

 “Crosta láctea”

É a forma infantil da dermatite seborreica. Quando ocorre, o seu início se dá aproximadamente uma semana após o nascimento, persistindo por alguns meses de vida.

Caracteriza-se pela presença de escamas gordurosas e aderentes na pele, geralmente no couro cabeludo, e por isso é chamada de “crosta láctea”. O quadro pode disseminar por todo o corpo, mas geralmente é limitado à área do couro cabeludo, com resolução total por volta dos três meses de vida.

Dermatite seborreica do adulto

Caspa (Pytiriasis simplex capillitii)

A caspa é considerada uma forma leve da dermatite seborreica, e apresenta-se como descamação leve e difusa no couro cabeludo. Pode acometer também outras regiões, como sobrancelhas, pálpebras, sulcos nasolabiais e também a parte posterior das orelhas.

Geralmente o processo inflamatório que caracteriza o quadro de dermatite seborreica no couro cabeludo é leve e pouco evidente.

Dermatite seborreica da face e tronco

A dermatite seborreica da pele do rosto afeta a região frontal, as porções mediais das sobrancelhas, porção superior das pálpebras, sulcos nasolabiais, região posterior das orelhas e às vezes a região cervical. Já a dermatite seborreica do tronco acomete basicamente a região pré-esternal, no tórax, e a pele situada entre as escápulas, no dorso.

Como dito anteriormente, as lesões são caracterizadas por manchas ou placas avermelhadas, com descamação leve, ou às vezes, nos casos mais acentuados, pela presença de crostas gordurosas sobre as áreas avermelhadas (áreas de inflamação).

Diagnóstico que muitas vezes se confunde com a dermatite seborreica é a rosácea, sendo frequente a associação entre esses dois quadros dermatológicos.

Tratamento

O tratamento da dermatite seborreica consiste no uso de medicamentos antifúngicos e anti-inflamatórios, sendo suficiente na maioria dos casos o tratamento local, com o uso de shampoos e cremes.

Em casos mais acentuados o uso de medicamentos orais pode ser necessário.



Voltar