O líquen plano é uma doença inflamatória, sem causa conhecida até o momento, que acomete a pele, os pelos, as unhas e as membranas mucosas.

As lesões dermatológicas do líquen plano são bem características, e ajudam o dermatologista no reconhecimento e diagnóstico da doença. São lesões do tipo pápulas, um pouco achatadas e de coloração violácea. Elas predominam nos punhos, antebraços, na região genital e também na parte inferior das pernas.

Existem formas diferentes de manifestação da doença, com outras formas de lesões cutâneas, como bolhas, lesões anulares, hipertróficas entre outras.

Embora a causa não esteja bem estabelecida, o líquen plano tem sido associado a vários fatores, como infecções virais, doenças imunológicas, uso de alguns medicamentos, vacinas etc.

O líquen plano acomete geralmente a população adulta, sem predileção por raça, porém com acometimento um pouco mais frequente nas mulheres. O surgimento da doença é mais comum entre os 30 e 60 anos de idade.

A evolução natural do líquen plano é muito variável, e depende de muito fatores, entre eles o local de acometimento da pele, o acomete mucosas e unhas, e também o tipo das lesões.

Pode-se esperar que a maioria dos pacientes ficarão sem as lesões da pele em menos de 1 ano, e o restante em até 2 anos. As lesões das mucosas, como na cavidade oral, tendem a permanecer por mais tempo. Importante também, é recorrência comum do quadro, às vezes muito tempo após a melhora da doença.

 O envolvimento da cavidade oral é observado em quase 75% dos pacientes com líquen plano na pele. Algumas pessoas desenvolvem inicialmente apenas as lesões nas mucosas, e um número menor desses pacientes poderão desenvolver, posteriormente, as lesões da pele.

Líquen plano oral

O líquen plano oral possui diversas formas de apresentação, sendo a mais comumente encontrada nos pacientes a conhecida como “padrão reticular”. São pequenas linhas esbranquiçadas, com disposição rendilhada, geralmente na mucosa da cavidade oral, de ambos os lados. Os pacientes raramente percebem ou se queixam das lesões, pois não causam dor ou outro tipo de desconforto na maioria dos casos. É importante que o paciente que apresenta esse tipo de acometimento seja investigado sobre a possibilidade de lesões na região genital e também no esôfago.

Líquen plano ungueal

As unhas podem ser afetadas em aproximadamente 10% dos pacientes com diagnóstico de líquen plano, sendo que as manifestações nas unhas são decorrentes da presença da doença na matriz ungueal. As unhas podem ficar totalmente comprometidas, portanto é importante que o diagnóstico seja feito rapidamente, para evitar danos irreversíveis nas unhas.

O tratamento do líquen plano inclui o uso de medicamentos tópicos e orais. Naqueles pacientes que apresentam poucas lesões na pele, as pomadas de corticosteroides, ou medicamentos considerados mais modernos, como os imunomoduladores, apresentam boa resposta. Nos pacientes com muitas lesões, que acometem diversos segmentos do corpo acometidos, certamente serão necessário medicamentos por via oral.

Uma modalidade terapêutica eficaz, e com pouco risco de efeitos colaterais, e que vem sendo cada vez mais utilizada, é a fototerapia, representada pelo PUVA ou pelo UVB-NB.

Erupção liquenóide

As erupções liquenóides representam diversas condições dermatológicas que se assemelham ao quadro clínico do líquen plano, sendo muitas vezes confundidas com este.

A forma mais comum de erupçãoliquenéoide é a causada por uso de medicamentos, com grande importância atualmente, principalmente por ocorrer em decorrência do uso de medicamentos amplamente utilizados na população, com os anti-hipertensivos, os diuréticos e outros.

(Ver mais informação em Erupção liquenóide)


Voltar