A fototerapia com radiação ultravioleta A, combinada ao uso de fotossensibilizantes, caracteriza a terapia conhecida como PUVA. Os resultados terapêuticos obtidos com essa associação não podem ser alcançados individualmente por nenhum desses componentes quando realizados isoladamente.

Os fotossensibilizantes podem ser utilizados de muitas formas, como por via oral, em formas de cremes, soluções e banhos. Existem muitos produtos com propriedades fotossensibilizantes, desde extratos de plantas a sementes, e os mais utilizados para compor a terapia PUVA  são os psoralenos.

Os psoralenos podem ser encontrados naturalmente em um grande número de plantas, e hoje também existem compostos sintéticos de psoralenos.

O comprimento de onda da radiação UVA situa-se entre 320nm e 400nm, e vem sendo utilizado há muitas décadas na dermatologia para o controle de diversas doenças da pele. Porém, na década de 70, foi demonstrada que a combinação de uma substância fotossensibilizante como o psoraleno, administrada por via oral, com a exposição à radiação ultravioleta A, era altamente eficaz para o tratamento da psoríase. Essa terapia ficou conhecida como PUVA, e a partir dessa descoberta, a terapia com a radiação ultravioleta vem sendo aprimorada e novas doenças passaram a se beneficiar desse tratamento.


Voltar