Os queratoacantomas, lesões tumorais exuberantes que podem surgir e crescer rapidamente na pele, são descritos aqui, pois são considerados por muitos dermatologistas como uma variante do CEC. Alguns dermatologistas os consideram de caráter benigno, pois podem regredir espontaneamente.

Apesar de existirem várias formas de apresentação dos queratoacantomas, a forma mais comum é a de lesão única, semelhante a um nódulo endurecido na superfície da pele, com uma ulceração central, cercado por uma borda bem definida.

O tratamento para esse tumor também deve levar em consideração fatores como tamanho, localização da lesão, número de lesões, entre outros. Cirurgia convencional pode ser realizada, com excelentes resultados.

Ver mais informações em Carcinoma Espinocelular (CEC).


Voltar